A
rtista Piauiense esse espaço também é seu, entre em contato e divulgue seu trabalho aqui!

A máscaras em sala de aula

Toda  criança gosta muito de vestir máscaras, (principalmente de super-heróis que elas vêem na TV!) e o mais importante é deixar que ela mesma produza as máscaras a serem usadas. O espaço a ser usado como atelier pode ser a sala de aula ou no pátio da escola.

Existe uma diversidade de materiais que podem ser utilizados para a confecção destas máscaras como sacos de papel, cartolinas, tecidos, tintas, pratos de papelão, jornal, material de sucata, etc... Esta atividade não é difícil de ser executada e será prazerosa para criança. Com o material confeccionado a a criança poderá representar uma história com um material que ela mesmo elaborou, criando e recriando à sua própria dialética. 

O teatro de máscaras promove a recreação, o jogo, a socialização, melhorias na fala, desinibição dos mais tímidos.

Exemplo de como utilizar  a  máscara em sala de aula:
  • Quando o trabalho em aula exigir o uso da palavra, a máscara a ser utilizada é aquela que cobre os olhos e o nariz deixando a boca livre, permitindo que a voz saia clara, exibindo a sua expressão verbal.
  •  A  criança quando representa com o rosto oculto, se permite viver o enrredo dos próprios personagens e o cotidiano social deste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por visitar nosso blog e deixar um comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Minha foto
Teresina, Piaui, Brazil
GRACINEIA CRUZ É Graduada em Licenciatura Plena em História pela Universidade Estadual do Piauí _ UESPI; e Artes Visuais _ UFPI (Cursando); Especialista em Estado, Movimentos Sociais e Cultura _ UESPI. Experiente na área de artes com ênfase em Teatro e elaboração de projetos culturais. É professora de História (ensino fundamental e médio), pesquisadora, artista plástica, artesã e atriz profissional (DRT/PI – 238). Morou de 2006 a 2009, fora do Brasil, o que possibilitou o contato com outras culturas e diversidades sociais. Fala inglês e espanhol. Editora do blog: www.sitok-sitak.blogspot.com onde publica artigos e informações sobre arte e cultura. Coordena e dirige a Cia. SiTok-sitAk de Teatro e Pesquisa, onde atualmente vem desenvolvendo o projeto sentar e ouvir _ uma pausa para contação de histórias.
"A arte diz o indizível; exprime o inexprimível, traduz o intraduzível."